Je t’aime moi non plus

Sinopse: Johnny (Jane Birkin) é uma garçonete que trabalha em uma lanchonete de beira de estrada, onde vive solitária e carente. Ela começa a se interessar pelo caminhoneiro Krassky (Joe Dallesandro), apesar dos alertas de seu chefe, Boris (René Kolldehoff), em relação à homossexualidade do rapaz. O fato é que, talvez por causa da aparência masculina de Johnny, Krassky também começa a se interessar pela garçonete, o que atiça o ciúme de Padovan (Hugues Quester), namorado do caminhoneiro. ‘Je t’Aime’ começa no lixo e prossegue como uma estética sórdida, para dizer-se o mínimo. Cenas como o passeio romântico sobre o lago de um Aterro Sanitáro e o sexo em cima do caminhão de lixo (clímax do filme) nos trazem outras experiências sobre o imundo que não apenas os clichês higienistas. Gainsbourg rejeita todo romantismo e acha que só o sórdido, o lixo das cidades, o vômito dos homens pode representar o mundo, que identifica com o Styx, o rio do inferno da mitologia grega, que fazia a ligação dos vivos com o Hades, a terra dos mortos.

FICHA TÉCNICA

Diretor: Serge Gainsbourg
Elenco: Jane Birkin, Joe Dallesandro, Hugues Quester, Reinhard Kolldehoff, Gérard Depardieu, Jimmy Davis, Maïté Nahyr.
Produção: Jacques-Eric Strauss
Roteiro: Serge Gainsbourg
Fotografia: Willy Kurant
Trilha Sonora: Serge Gainsbourg
Duração: 90 min.
Ano: 1976
País: França
Gênero: Drama
Cor: Colorido

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s