Linhas, Trilhos, Riscos, Rabiscos e Cabeças.

Wender PB 1Assis possui uma pele ressecada pelo sol. Suas rachaduras expõem uma cidade que já se foi e outra que ainda não é.

As praças e os prédios possuem feridas de outros tempos. Entre suas ruas acumulam pequenas ruínas, cujos entulhos foram varridos para debaixo dos tapetes. Tampam as frestas com toldos, para esconder as varizes das construções.

É lamentável quando uma cidade tenta esconder suas rugas e triturar seus destroços. Afinal, são as cicatrizes que contam a história de um corpo, tanto quanto os trilhos marcam a história de Assis.

Nossa estrada de ferro é um caminho de ferrugem, por onde os trens não apitam. São linhas pesadas que esmagam podres dormentes. Como dar vida num local onde jaz um passado tão presente? Como cutucar nas feridas de uma cidade?

Fazer arte não é agendar horário no esteticista. A prática do artista não é a de embelezar e com isso esconder, mas a de evidenciar, destacar a beleza daquilo que foi esquecido e que está abandonado pelos cantos do mundo e pelos recantos da alma.

Em pleno feriado de Corpus Christi, onde restos e sobras ganham cores e ornam tapetes no caminho central. Presenciou-se uma arte provisória, de fé coletiva, que presta homenagem a um Morto que busca se fazer presente.

Enquanto o Santíssimo borrava a maquiagem da via. Oito cabeças foram paridas no Galpão Cultural. Concebidas numa orgia de mutirão, ganhou riscos nas mãos de Danillo Villa e tons pelos dedos de Monique Brandão, Adolfo Emanuel e Mariana Lachner, que junto de tantas outras mãos, pincelaram novas histórias sobre corroídas paredes.

Sob uma luz escaldante forjou-se oito cabeçorras, que cuidam e espantam aqueles que fazem a procissão pela férrea linha da vida.

Wender Urias

Este slideshow necessita de JavaScript.

 A Mostra o Lixo é a arte de escavar memórias soterradas pelo tempo e com muitas mãos imprimir novas histórias em velhas paredes.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s